terça-feira, 13 de julho de 2010

PROFESSOR NO LIMITE DIANTE DE ALUNO REBELDE

Lamentável a cena de agressão física e verbal entre um professor e um aluno de escola pública QUEM PODE SER O CULPADO DISSO: o professor que escolheu uma belíssima profissão, mas tem sua importância desvalorizada e depreciada pelos governos, pelas famílias, e pela sociedade; o adolescente rebelde. possivelmente sem estrutura familiar, sem perspectiva e sem valores, demonstrados na recusa em obedecer ao professor e nas ameaças de morte que lhe fez.
Há ainda famílias que estão transferindo para a escola a educação dos filhos e negligenciando essa responsabilidade. Professora da área educacional vem observando que os papeis dos atores envolvidos estão sendo confundidos, porque a educação e o cultivo de valores devem continuar vindo do berço.
Não concordo com a atitude extremista do professor, porque qualquer violência é condenável, mas, para ele ter chegado a tanto certamente estava no limite do tolerável dos alunos.
No passado a figura do professor era vista como um exemplo, uma pessoa a ser respeitada, cujas normas não se questionava porque eles dominavam o saber e eram admirados por isso.
a esse professor desejo que não desista da brilhante missão de ser educador e formador de cidadãos críticos e conscientes de direitos e deveres e na sociedade deposito a esperança de que alguns paradigmas sejam mantidos e/ou retomados.
Carla Adriani Oliveira

Nenhum comentário: